Começo esse texto falando do óbvio: muito raramente se vende completamente os itens comprados, quando se fala de Supermercados. Portanto, o controle do giro de estoque é imprescindível para evitar o acúmulo de itens causado pelo desequilíbrio entre o que se compra e o que se vende.

Quando fica na prateleira do supermercado por muito tempo, um item representa diversos problemas para o estabelecimento, como: prejuízo financeiro, capital de giro estagnado e, ainda, desperdício da mercadoria — que pode acabar indo para o lixo se a data de vencimento chegar.

Então, sabendo disso, vamos falar nesse artigo sobre essas mercadorias encalhadas e como por esse estoque para andar.

Quais os problemas de estoque encalhado?

De cara, produto parado significa dinheiro gasto sem retorno — nem mesmo a volta do valor da compra, menos ainda qualquer chance de lucro.

É, portanto, uma questão que afeta diretamente o fluxo de caixa e a capacidade de investimento do supermercado para o futuro.

Isso sem contar, claro, com o caso de produtos perecíveis (principalmente em supermercados) em que a demora para vender significa uma potencial perda do bem e do dinheiro aplicado nele.

Porém, existem pontos tão relevantes quanto a serem discutido nesse cenário. Por exemplo, o encalhe significa espaço sendo ocupado no seu estoque sem vazão, que poderia ser utilizado para itens com mais rotatividade. Ou até mesmo, um erro de decisão de compra por estudo de público-alvo pelo marketing.

É um sinal de dificuldades na gestão que precisam ser resolvidas e uma oportunidade para melhorar seu mix de produtos para lucrar o máximo possível nas próximas vendas.

E como vender essa mercadoria?

Se é bem difícil ter um negócio livre dessa situação, o que importa para o empresário de sucesso é saber lidar com ela.

Para ajudar nisso, preparamos uma lista com as dicas mais efetivas na hora de se livrar daqueles itens que estão ocupando espaço no estoque há muito tempo. Confira:

1 Porque encalhou?

Gerir uma empresa positivamente é sempre uma questão de estratégia. É entender o que dá errado e só então trabalhar para melhorar seus pontos fracos.

Portanto, é claro que o primeiro passo para se livrar de mercadoria encalhada é entender por que ela encalhou. Não há demanda para esse produto? O preço estava fora da realidade de mercado? Ele teve visibilidade suficiente nas gôndolas?

Essas perguntas são importantes porque vão apontar um caminho de ação. Vamos continuar citando as dicas sobre os casos mais comuns, mas talvez aqui mesmo você já encontre uma solução simples, fácil e única para o seu caso.

2 Promoções!

A resposta mais simples para se livrar de estoque parado é liquidar. Reduza sua margem de lucro e tente pelo menos recuperar o investimento — liberando espaço para outros itens e capital para girar.

No caso de mercadorias encalhadas, uma ideia interessante é fazer promoções em volume, do tipo compre 3 e pague 2. Assim, você deixa o produto mais atrativo e acaba com ele mais rápido.

Contratar promotores e oferecer degustação também é uma boa ideia para aqueles produtos que não venderam por baixa visibilidade no supermercado. Qualquer ação do tipo pode resolver o problema para você.

3 Agregue valor!

Se a mercadoria em si não está vendendo, por que não aliar a ela chamarizes mais interessantes?

Esse valor pode ser perceptível (como uma embalagem especial ou um mix de produtos temáticos) ou sentimental, criando uma narrativa em volta dele para casar bem com datas comemorativas como dia das mães, dos namorados, etc.

4 Faça brindes de fidelização!

Se está muito difícil recuperar o investimento naquele produto, que tal oferecer de graça para seus clientes? Acredite se quiser, existem estratégias que trazem ganhos dessa atitude!

Estamos falando de brindes e presentes dentro de um programa de fidelidade, como assinaturas ou condições especiais para quem é cliente recorrente.

Um produto que não está vendendo bem pode ser presenteado para quem faz compras acima de um determinado valor, ou que é cliente há tanto tempo da empresa.

Você não recupera diretamente o valor do produto, mas atrai novos fidelizados e lucra mais a médio e longo prazo.

5 Tente trocar ou devolver com o fornecedor!

Outra possibilidade é tentar devolver o produto para o fornecedor, nos itens que podem ser revendidos por ele para negócios que têm um público e condições mais adequadas para aquele caso específico.

É por isso que, nesse sentido, sempre destacamos a importância de uma boa relação com suas empresas parceiras.

Quanto mais próxima for essa conexão entre vocês, mais fácil é convencê-las a ajudar o seu varejo — na hora de comprar e na hora de devolver.

6 Acerte o planejamento para não repetir!

Se o problema é inevitável, ele também é facilmente minimizado para gestores organizados e que apostam em dados de negócio com inteligência.

Toda vez que um produto encalhar, estude as razões, documente as ações tomadas e reforce as que derem certo.

Com disciplina nesse processo, você vai conseguir prever melhor com seu estoque vai girar para cada produto e o que fazer caso a aposta não dê tão certo.