Grande encarregado da distribuição massiva e rápida de produtos, e participante de peso do terceiro setor junto aos serviços, o comércio injeta diretamente moeda no mercado nacional, criando milhões de empregos e garantindo o abastecimento em todas as cidades do Brasil.

De maneira simplista, essa comercialização, dentro do cenário de supermercados, divide-se em 3 modelos principais: varejo, atacado e atacarejo. Esses termos, principalmente o terceiro, traduz características e necessidades distintas quanto a sua gestão e avanços.

Portanto, vamos falar um pouco sobre esse tema para ajudar você a entender melhor como funciona cada um deles.

Afinal, quais as diferenças?

Apesar do atacado, varejo e atacarejo atenderem aos mesmos objetivos comerciais, os detalhes das operações são diferentes, bem como as necessidades em termos de tecnologias.

🚚 Começando pelo Atacado.

O atacado é formado empresas que fazem a distribuição e comercialização em grandes volumes para outros lojistas do varejo. Ou seja, eles é quem, geralmente, são responsáveis de inserir produtos recém acabados da produção, no mercado.

Normalmente, pessoas físicas não conseguem comprar dessas empresas, pois, uma das exigências é que os clientes possuam CNPJ, ou seja, tenham um comércio estabelecido.

Essas empresas atacadistas possuem, geralmente, depósitos, galpões ou armazéns para guardar sua grande quantidade de produtos, bem como uma frota de caminhões para realizar as entregas dos pedidos feitos por supermercados, armazéns, mercearias, lojas, etc.

Seu foco está na cadeia de distribuição de mercadorias em grandes quantidades, onde necessita de controles automatizados de estoques, envolvendo localização de produtos, entrada e saída de mercadorias além dos controles e rotas de entregas.

Além de um bom sistema de gestão, as empresas do atacado necessitam de ferramentas, como softwares de inteligência de dados, que possam facilitar a interpretação das movimentações de vendas, o controle dos estoques e de entregas das mercadorias, que sempre são em grandes volumes.

🎁 Varejo nosso de todo dia!

Varejo é todo estabelecimento comercial que vende seus produtos aos chamados clientes finais, como exemplo podemos citar as lojas, farmácias, mercearias, supermercados, postos de combustíveis, etc. Eles estão muito focados em qualidade de compra, gestão de estoque e eficiência nas vendas.

Trabalham com vendas em unidades para pessoas físicas que adquirem produtos para consumo próprio.

Os varejistas também possuem depósitos, numa escala bem menor do que a dos atacadistas. Essas também precisam de controles relativos à recepção, estoque e compra de mercadorias.

Necessitam, portanto, de um sistema de gestão que gerencie a área de logística, bem como de equipamentos como coletores de dados para a realização dos controles de mercadorias.

Também precisam de impressoras térmicas para imprimir código de barras e balanças para utilização no açougue, fiambreria, padaria e setor de frutas e verduras.

Os varejistas precisam ainda de um sistema de gestão de varejo, bons equipamentos nos checkouts  para agilizar as cobranças e fechamento dos pedidos, além de câmeras de segurança para monitoramento de suas lojas.

🛍️ E o novo Atacarejo?

Porém, muitas redes de supermercados tem usado de suas centrais de negociação, para conseguir vender a consumidores finais, mas exigindo uma certa quantidade de unidades na compra em troca do preço com desconto. 

Assim nasceu o atacarejo sendo um misto entre atacado e varejo.

Suas lojas atendem tanto ao varejista, vendendo mercadorias em grandes quantidades, como também o cliente que deseja adquirir algum produto específico.

As duas operações acontecem no mesmo ambiente, no entanto, com políticas comerciais específicas para cada um deles. 

Esse misto de soluções envolvem as utilizadas nos atacados, bem como as que fazem parte do cotidiano de um supermercado do varejo.

Percebe-se que o nível de complexidade de um atacarejo é muito maior do que os dois outros modelos e os controles precisam ser muito bem realizados, pois, se tratam de públicos distintos com expectativas e necessidades diferenciadas.

O atacarejo precisa, em termos de tecnologia, de soluções e equipamentos que são utilizados tanto no atacado, quanto no varejo, tais como:

Portante, a tecnologia está presente no atacado, no varejo e no atacarejo, contribuindo de forma significativa para o sucesso das operações. Nada substitui o gestor desses negócios possuir tecnologia que os entreguem dados já cruzados e que agilizem suas decisões. Quanto mais variado e grande seja seu porte, mais complexa e exigente é sua operação.